Arquivo do blog

domingo, 17 de março de 2013

Pássaros

 
Um casal de aves migratórias apareceu na chácara. Gostam do telhado branco. Ficam também nas chácaras ao lado, onde posso vê-los do quarto ou da cozinha. Meu marido me chamou. A cena foi única. O penacho da cabeça levantado, olhos arregalados, uma dança especial e um blues.





2 comentários:

  1. Lindos pássaros. Também adoro observá-los, bem como toda a natureza de forma geral. Certos indivíduos digamos um tanto quanto menos sensíveis podem achar q seja perda de tempo ou mesmo ócio. Porém, assim como a pausa para reflexões não se faz tempo perdido e muito menos ócio, vez que nos leva a melhores decisões e, portanto, caminhos mais felizes; admirar a natureza nos dá certa pausa mental, que resulta num imenso estado de espírito mais tranquilo, ainda que momentâneo. Já reparou? pergunto eu aos admiradores da natureza. Por isso a dose deve ser sempre repetida. Parabéns! seu blog é de extrema relevância. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi famílias se formando nessas pilastras. Filhotes ávidos pelo calor dos pais. Vi as árvores frutificando com grumixamas, uvaias, pitangas, amoras tingindo as ruas. Nozes caindo do céu. Maritacas voando em bandos. Ao olhar para o alto, bem acima de nós, o bando desforme revelava um pacto da natureza: os pássaros verdes voando em pares. Que cena magnífica que agora só a memória vê! Vislumbre dos pássaros, meus olhos, os olhos de meu marido, o dia caindo entre cores espetaculares. Um casal agora cutuca a madeira do telhado. Plantei e colhi. Meus olhos contemplaram a fertilidade. Depois de um ano morando aqui, eu que não podia ficar grávida, engravidei. Agora tenho João no meu ninho. Os olhos desse bebê são a síntese e o além-síntese, o milagre da vida. Vamos nos mudar daqui. Vendemos a chácara ontem. Curiosamente, para um casal jovem. Eles tentam engravidar há quatro anos... Os pássaros levantam voo. Que a passaridade que encontrei aqui, que encontro em seu belo texto, nos acompanhem em nossa jornada. A dose deve ser sempre repetida, alguém me disse com sabedoria. Os pássaros vão e voltam como uma bela mensagem dessa manhã de sol, sem remetente, sem morada, sem nome, voando em terras desconhecidas. Obrigada.

      Excluir