Arquivo do blog

domingo, 6 de outubro de 2013

Meu pé de jabuticaba














6 de outubro de 2013

Está mais frio e chove mais do que no ano passado. O pomar sente. Um arbusto, antes não identificado, produziu flores rosas das quais brotaram pequenos pêssegos peludos que não devem resistir ao primeiro dia de calor. Surpreendi-me com a imitação exuberante de ipê branco. Depois de uma noite de chuva intensa, o pé de jabuticaba amanheceu coberto de sua própria neve aromática. O aroma intenso invadia a casa e, por dois dias, foi acompanhado de uma sinfonia de centenas de abelhas. O enxame das flores brancas da jabuticabeira. Logo virão as jabuticabas mais doces que já comi. As jabuticabas são medicinais, como todo bom alimento. Em abril deste ano, pesquisadores da Unicamp demonstraram que extratos da casca de jabuticaba podem reduzir até 50% das células cancerígenas, impedindo que células anômalas se multipliquem; prevenir e tratar diabetes tipo 2, pois reduz em 10% a glicemia. Dez jabuticabas por dia, aliadas a uma vida com hábitos saudáveis, já têm esse efeito benéfico. A jabuticaba possui vitamina C e do complexo B (Veja aqui). Ela cura tanto quanto seu aroma e beleza atraem. Se combatem a multiplicação de células anômalas e a glicemia alta, combatem também a endometriose.

Nenhum comentário:

Postar um comentário