Arquivo do blog

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O ar, segundo Ellen G. White


20 de novembro de 2013

Milhares têm perecido por falta de água e ar puro para que pudessem continuar vivos. E milhares de sofredores [...] pensam que sua vida dependa da ingestão de remédios dos médicos. Estão constantemente precavendo-se contra o ar e a evitar o uso de água. Necessitam eles dessas bênçãos, a fim de que possam tornar-se saudáveis. Se eles fossem esclarecidos e deixassem os remédios de lado, e se acostumassem ao exercício ao ar livre e à entrada de ar em suas casas, no verão e no inverno, e usassem água pura para beber e banhar-se, sentir-se-iam relativamente melhores e mais felizes, em lugar de levarem uma existência deplorável. Conselhos sobre Saúde. p.54.

Aqueles que não tiveram ar puro a circular-lhes pelo quarto à noite, em geral, despertam sentindo-se cansados e febris, e desconhecem a causa. Foi o ar, ar vital, que todo o organismo exigiu, mas que não obteve. Conselhos sobre Saúde. p.58

Para possuir bom sangue, é preciso respirar bem. Plena e profunda respiração de ar puro, que encha os pulmões de oxigênio, purifica o sangue. [...] Uma boa respiração acalma os nervos, estimula o apetite, e faz mais perfeita a digestão, o que conduz a um sono profundo e refrigerante. A Ciência do Bom Viver. p. 272.

Muitos foram ensinados desde a infância a crer que o ar noturno é positivamente prejudicial à saúde, e, por conseguinte, deve ser excluído de seus quartos. Para prejuízo próprio, fecham as janelas e portas de seus dormitórios, a fim de proteger-se do ar noturno, o qual, dizem, é muito perigoso para a saúde. Nisso estão enganados. No frescor do anoitecer, talvez seja necessário proteger-se do frio com agasalhos extras, mas devem proporcionar ar aos seus pulmões. ... Muitos estão sofrendo enfermidades por recusarem receber em seus quartos o puro ar noturno. O ar livre e puro do céu é uma das mais ricas bênçãos das quais podemos desfrutar. A Ciência do Bom Viver. p. 527 e 528.

Se toda família reconhecesse os benéficos resultados de um asseio completo, fariam esforços especiais para remover toda impureza, de si e de sua casa, e estenderiam seus esforços aos arredores. Muitos deixam matéria vegetal em decomposição na proximidade de sua casa. Não estão alerta aos efeitos dessas coisas. Dessas substâncias em decomposição desprendem-se constantemente gases que intoxicam o ar. Inalando o ar impuro, intoxica-se o sangue, os pulmões ficam afetados, e todo o organismo adoece. Doenças de quase todas as descrições são causadas pela inalação do ar afetado por essas substâncias em decomposição. A Ciência do Bom Viver. p.62

Dependemos mais do ar que respiramos do que do alimento que ingerimos. Conselhos sobre saúde. p.173.

Homens e mulheres, jovens e idosos que desejam saúde, e que apreciariam a vida ativa, devem lembrar-se de que não poderão obter isso sem uma boa circulação. Sejam quais forem as suas ocupações e tendências, devem eles preparar a mente para exercício ao ar livre tanto quanto possível. Devem considerar um sagrado dever superar as condições de saúde que os têm mantido confinados dentro de casa, privados do exercício ao ar livre. Conselhos sobre Saúde. p.173.

Ar, ar, a preciosa dádiva do Céu, que todos podem usufruir, vos abençoará com sua influência revigorante, se não recusardes sua entrada. Dai-lhe boa acolhida, cultivai o amor por ele, e se demonstrará um precioso calmante dos nervos. O ar tem de estar em constante circulação para conservar-se puro. A influência do ar puro, renovado é fazer o sangue circular sadiamente através do organismo. Refrigera o corpo e tende a torná-lo forte e sadio, enquanto ao mesmo tempo é sentida decididamente sua influência sobre a mente, comunicando certa calma e serenidade. Mente, Caráter e Personalidade. V.1.p. 116.

Encorajai os pacientes a viver fora das portas. Imaginai planos para mantê-los fora, onde se familiarizarão com Deus por meio da natureza. Ao fazerem exercícios ao ar livre, terá início a restauração do corpo, mente e alma. A vida ao ar livre, longe das cidades congestionadas, é um restaurador da saúde. O ar puro tem em si saúde e vida. Ao ser respirado, exerce revigorante efeito sobre todo o organismo. ...Os que estão ligados aos nossos hospitais devem fazer todo esforço para animar os pacientes a viver ao ar livre, tanto quanto lhes seja possível. A natureza é o grande médico que os curará de todos os seus males tanto espirituais quanto físicos. Tudo que puder ser feito deve sê-lo a fim de dar, aos que vêm às nossas casas de saúde em busca de tratamento, a oportunidade de viver ao ar livre tanto quanto possível. Os pacientes devem ter as vantagens que são dadas pelos arredores naturais. A natureza é o grande restaurador tanto da alma quanto do corpo. Medicina e Salvação. p.233.

A criança é exposta a um ar viciado, causado pelos muitos hálitos, alguns dos quais são muito ofensivos e prejudiciais até para os pulmões fortes de pessoas adultas. Os pulmões do pequeno sofrem, e tornam-se enfermiços pela inalação do ar de um aposento intoxicado pelo hálito poluído dos fumantes. Muitas crianças ficam intoxicadas de modo a não haver mais remédio, por dormir na cama dos pais fumantes. Inalando as emanações tóxicas do fumo, expelido dos pulmões e dos poros da pele, o organismo da criança enche-se de veneno. Ao passo que ele age em alguns como veneno lento, afetando o cérebro, o coração, o fígado e os pulmões, ficam estes mais fracos e se degradam; sobre outros tem efeito mais direto, causando espasmos, desmaios, paralisia e morte repentina. Os consternados pais choram a perda de seus queridos, e duvidam da misteriosa providência de Deus, que tão cruelmente os afligiu, quando a Providência não pretendia a morte dessas crianças. Morreram mártires da imunda concupiscência do fumo. Os pais ignorantemente matam seus filhinhos pelo nauseante tóxico. Cada exalação dos pulmões do escravo do fumo intoxica o ar ao seu redor. As crianças devem ser conservadas livres de tudo que tenha o efeito de irritar o sistema nervoso, e devem, quer despertas quer dormindo, dia e noite, respirar uma atmosfera limpa, pura e saudável, livre de qualquer contaminação de veneno. Mensagens Escolhidas. vol.2. p.467.

O ar fresco proporcionará muito maior benefício às pessoas enfermas do que medicamentos, e é muito mais necessário a elas do que o seu alimento. Conselhos sobre Saúde. p.55.

A natureza é o médico de Deus. O ar puro, a alegre luz solar, as belas flores e árvores, os belos pomares e vinhas e o exercício ao ar livre nessa atmosfera são transmissores de saúde, o elixir da vida. Ciência do Bom Viver. p.264.


Todos os livros citados foram publicados pela editora Casa Publicadora, de Tatuí, SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário