Arquivo do blog

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O sono, segundo Ellen G. White


4 de dezembro de 2013

Ao irmos dormir à noite, o estômago deve ter feito completamente seu trabalho, para que ele, bem como as demais partes do corpo, possam fruir o repouso. Mas, se mais alimento é lançado nele, os órgãos digestivos são postos em movimento novamente, para realizarem o mesmo ciclo de trabalho durante as horas do sono. O sono de tais indivíduos é muitas vezes perturbado com sonhos desagradáveis, e pela manhã eles despertam indispostos. Quando essa prática é seguida, os órgãos digestivos perdem seu vigor natural, e a pessoa se considera um infeliz dispéptico. A transgressão das leis da natureza não só afeta desfavoravelmente o indivíduo, mas outros sofrem com ele. Siga alguém uma conduta que o irrite de alguma forma, e verá quão depressa manifestará impaciência. Não pode ele, senão por graça especial, falar ou agir calmamente. Conselhos sobre Saúde. p.119.

O corpo precisa ter suficiente nutrimento. O Deus que dá a Seus amados o sono proveu-lhes também alimentação apropriada para manter-lhes o sistema físico em condições saudáveis. Conselhos sobre o Regime Alimentar. p. 91.

Para possuir bom sangue, é preciso respirar bem. Plena e profunda inspiração de ar puro, que encha os pulmões de oxigênio, purifica o sangue. Isso comunica ao mesmo uma cor viva, enviando-o, qual corrente vitalizadora, a todas as partes do corpo. Uma boa respiração acalma os nervos, estimula o apetite e melhora a digestão, o que conduz a um sono profundo e restaurador. Deve-se conceder aos pulmões a maior liberdade possível. Sua capacidade se desenvolve pela liberdade de ação; diminui, se eles são constrangidos e comprimidos. Daí os maus efeitos do hábito tão comum, especialmente em trabalhos sedentários, de ficar todo dobrado sobre a tarefa em mão. Nessa postura, é impossível respirar profundamente. A respiração superficial torna-se em breve um hábito, e os pulmões perdem a capacidade de expansão. Idêntico efeito é produzido por qualquer constrição. A Ciência do Bom Viver. P. 272-273.

A influência de ar puro e fresco é no sentido de promover a circulação do sangue de maneira saudável através de todo o organismo. Ele refresca o corpo e tende a torná-lo forte e saudável, ao mesmo tempo que sua influência é de maneira decidida sentida sobre a mente, propiciando-lhe certa medida de calma e serenidade. Ele ativa o apetite e torna a digestão do alimento mais perfeita, permitindo sono saudável e tranquilo. Conselhos sobre o Regime Alimentar. p. 104.

A natureza suporta os abusos sem resistência, até onde pode; então desperta e faz forte esforço para libertar-se dos ataques e maus-tratos que tem sofrido. Sobrevêm então dor de cabeça, calafrios, febre, nervosismo, paralisias e outros males demasiado numerosos para serem mencionados. Uma conduta errada no comer ou beber acaba com a saúde e com o prazer da vida. Quantas vezes tendes tomado o que chamais uma boa refeição, à custa de um organismo febril, perda de apetite e perda de sono! Incapacidade de apreciar o alimento, uma noite mal dormida, horas de sofrimento – tudo por causa de uma refeição em que o paladar foi satisfeito! Conselhos sobre o Regime Alimentar. p.125.

O estômago, quando nos deitamos para dormir, deve ter terminado todo o seu trabalho, para fruir o descanso, assim como as outras partes do corpo. O trabalho da digestão não deve prosseguir em tempo algum das horas do sono. Conselhos sobre o Regime Alimentar. p.175.

Os hábitos nocivos à saúde sejam de que espécie forem – dormir tarde, levantar tarde pela manhã, comer depressa – devem ser vencidos. Mastigai bem a comida. Não haja pressa durante a refeição. Ventilai bem o quarto de dormir dia e noite, e fazei trabalho físico útil.

Os dormitórios devem ser amplos, e dispostos de forma a permitir a circulação do ar pelo seu interior dia e noite. Aqueles que têm impedido a entrada de ar dos seus quartos de dormir devem começar a modificar seu procedimento imediatamente. Conselhos sobre Saúde. p. 57.

Muitas famílias sofrem de dor de garganta, doenças dos pulmões e males do fígado, causados por seu próprio procedimento. Seus quartos de dormir são pequenos demais, impróprios para neles se dormir uma só noite, mas ocupam esses quartinhos por semanas, e meses, e anos. Conservam fechadas as janelas e portas, receando apanhar resfriado se houver uma fresta que deixe entrar o ar. Respiram repetidamente o mesmo ar, até tornar-se ele impregnado das impurezas tóxicas e matérias gastas expelidas de seu corpo, por meio dos pulmões e dos poros da pele. Mensagens Escolhidas. p. 463.

Não deveis permitir que vossas filhas permaneçam na cama até tarde, deixando que o sono dissipe as preciosas horas que Deus lhes concedeu para serem dedicadas aos melhores fins e pelas quais terão de prestar contas a Ele. A mãe causa um grande dano às filhas levando as cargas que deveriam partilhar com ela para seu próprio bem presente e futuro. Conselhos sobre Educação. p. 22.

Ao calcular as horas do sono, não se deve proceder com descuido. Os estudantes não devem adquirir o hábito de permanecer em pé até à meia-noite, e tomar as horas do dia para o sono. Se se acostumaram a fazer isso em casa, devem corrigir o hábito, deitando-se à hora devida. Assim, levantar-se-ão pela manhã descansados para os deveres do dia. Em nossas escolas [internatos], as luzes devem ser apagadas às 21h30. Conselhos aos pais, Professores e Estudantes. P.297.

Estudo diligente não é a principal causa da debilitação das faculdades mentais. A causa principal é o regime dietético inadequado, refeições irregulares, falta de exercício físico. Comer e dormir em horas irregulares minam as forças cerebrais. Conselhos sobre o Regime Alimentar. p. 122-123.

Os que não tiverem no quarto a livre circulação do ar durante a noite, geralmente despertam sentindo-se exaustos, febris, e não sabem a causa. O que todo o organismo pedia era ar, o ar vital, mas não pôde obter. Ao levantar-se de manhã, a maioria das pessoas tiraria benefício de tomar um banho [...]. Então se deve remover a roupa de cama, peça por peça, e expô-la ao ar. As janelas devem ser abertas e os estores enrolados, deixando-se que circule livremente o ar por algumas horas, se não o dia inteiro, através dos dormitórios. Desta forma a cama e sua roupa se tornarão cabalmente arejadas e serão removidas do quarto as impurezas. Mensagens Escolhidas. v.2. p. 463.

Todos os livros citados são da editora Casa Publicadora Brasileira, de Tatuí, SP.


Nenhum comentário:

Postar um comentário