Arquivo do blog

sábado, 24 de outubro de 2009

Açúcar e endometriose


Estive afastada por um bom tempo do blog. A vida está corrida. Por isso, deixei o blog, e também a trilha da vida saudável. Em agosto, depois de quase um ano sem comer açúcar, comi novamente. E muito. Resultado: pela primeira vez, senti dores horríveis no primeiro dia de menstruação. Jamais tive dor. Em setembro, após melhorar um pouco meu estilo de vida, não tive dor alguma.

Parei de comer açúcar novamente. Nada de chocolate ou sobremesas. Em setembro, a revista Veja publicou uma matéria sobre os perigos do açúcar, associando-o ao câncer (
Edição 2131 / 23 de setembro de 2009). O açúcar é um dos principais alimentos do câncer. Eu sabia há muito tempo disso. Li livros de Ellen G. White, uma escritora norte-americana que no século 19 e início do século 20 escreveu contra o açúcar, entre uma variedade de temas (Conselhos sobre Regime Alimentar. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira). Mas saber é uma coisa. Praticar é outra.

Hoje, li um artigo que associa a endometriose ao açúcar. Na ausência do açúcar, é possível vencer a endometriose. Na ausência do açúcar, pode nascer um filho. Em 31 de março de 2005, o jornal FSP publicou no caderno Equilíbrio a história de Márcia do Carmo Flores, 32, portadora de uma endometriose grave. Ao longo de oito anos, ela tentou vários tratamentos com altas dosagens de hormônios, cirurgias, inseminação artificial e fertilização in vitro. Queria ter um filho. Mas nada funcionava. Até que um médico suspendeu todos os medicamentos e deu orientações nutricionais, e de estilo de vida.

Márcia conta: “Eu nunca tinha feito nada disso e estava com ‘os dois pés atrás’. Ele cortou o açúcar e a gordura, receitou arroz integral, iogurte natural e coalhada” (
Para assinantes). Em seis meses, ficou grávida. Em minha experiência de quase um ano sem açúcar, posso dizer: não senti dor alguma. Em um mês de muito açúcar, tive uma crise de dor que até aquele momento jamais havia sentido.

O psiquiatra francês David Servan-Schreiber, professor da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, que foi curado de um câncer mas não mudou seu estilo de vida, afirmou após o diagnóstico de um segundo câncer:

“A alimentação é um elemento-chave na luta contra o câncer – o mais essencial deles, na minha opinião. Pode-se atribuir à dieta a razão principal para a expansão da doença. Nos últimos cinqüenta anos, houve três mudanças muito significativas em nossa alimentação: o aumento do consumo de açúcar refinado, a utilização de produtos químicos na fabricação dos alimentos, como corantes e conservantes, e a mudança do padrão alimentar de animais como vacas e frangos. O consumo de açúcar refinado, que em 1830 era de 5 quilos por pessoa, no ano 2000 chegou a inacreditáveis 70 quilos per capita. Atualmente, os ovos têm vinte vezes mais ômega-6 do que nos anos 70. Em excesso, esse tipo de gordura, usado na ração das aves, facilita o acúmulo exagerado de células adiposas” (http://veja.abril.com.br/160708/p_143.shtml).

Sei que a endometriose não é câncer, mas há semelhanças. É um tumor benigno que também se alimenta de açúcar. O que é mais fácil: tomar hormônios ou largar o açúcar? Foi muito difícil parar de comer chocolates. Minha alimentação era a base de doces. Mas convicta de que o açúcar representa um risco enorme à saúde, tomei minha decisão. Posso afirmar com toda certeza, estou melhor.

4 comentários:

  1. BOA NOITE. GOSTARIA DE RELATAR, QUE FAÇO CONTROLE DA ENDOMETRIOSE A VÁRIOS ANOS, SUSPENDENDO COM USO DE CONTRACEPTIVO. DESDE JANEIRO DE 2012, CORTEI RADICALMENTE O CONSUMO DE ALIMENTOS AÇUCARADOS DA MINHA DIETA. EM MAIO DE 2012, SUSPENDI O ANTI-CONCEPCIONAL E MENSTRUEI EM JUNHO. E QUEM DIRIA FOI INACREDITÁVEL... SEM AQUELAS CÓLICAS HORRÍVEIS E SEM INCHAÇO ABDOMINAL, GRAÇAS A DEUS. AGORA CREIO QUE O AÇUCAR PODE SER O MAL PRA MUITAS DOENÇAS. ABRAÇO.FABIANA

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por escrever! Seu comentário está no texto Respostas aos Comentários – II (http://www.endometrioma.blogspot.com.br/2012/07/respostas-aos-comentarios-ii.html).
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Tenho uma duvida tira a lactose e a soja também??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu tirei a soja e a lactose. Veja aqui o resumo de meu tratamento: http://endometrioma.blogspot.com.br/2014/01/meu-tratamento-contra-endometriose.html

      Abraços,

      Excluir